Top of Mind consagra Gerdau como ícone de Grande Empresa do RS

Companhia segue triunfando na categoria mais disputada da pesquisa, apesar da perseguição de Banrisul, GM e Tramontina.

Quando pensa em Grande Empresa do Rio Grande do Sul, 7,6% dos gaúchos lembram imediatamente de Gerdau, um nome que parece forjado em aço no imaginário riograndense. A vitória da siderúrgica se repete há nada menos do que 17 edições do Top of Mind, a pesquisa de lembrança espontânea de marcas que AMANHÃ e Segmento introduziram de forma pioneira no jornalismo econômico brasileiro em junho de 1991.

Apesar do retrospecto, não se pode dizer que a supremacia da Gerdau está livre de ameaças. Pelo retrovisor, a fabricante de aço vê três competidores respeitáveis: o Banrisul e a GM, empatados na vice-liderança com exatos 4,3% das lembranças. Colada nas duas, a apenas um décimo de ponto percentual de alcança-las, aparece a Tramontina, citada por 4,2% dos gaúchos como a primeira marca de Grande Empresa que lhes vêm à cabeça.

O fato de os percentuais não serem altos, e de não haver grande distância entre as marcas, ilustra porque a categoria “Grande Empresa” é considerada a mais nobre do Top of Mind. Qualquer variação no índice de lembrança pesa na pesquisa desta categoria, pois esse é um dos itens onde existem mais marcas citadas. No total, foram mencionadas impressionantes 283 grifes distintas. Por essa razão, há uma pulverização da lembrança com poucos pontos percentuais de diferença. Nessa disputa particular, o fator local se torna algo muito relevante. Joga em favor da Gerdau, por exemplo, o fato de exibir uma liderança transregional, sendo lembrada em diferentes regiões.  O Banrisul, com sua rede capilarizada de agências, também se beneficia deste fator.

As viradas
A edição deste ano registra a perda da invencibilidade da Erva-Mate Vier. Há dez anos na liderança da categoria, a marca se viu ultrapassada por Barão, a nova líder, e pela Madrugada, a vice, além da Ximango, terceira colocada. Outras categorias viram seus líderes perderem o posto. Em Móveis, a Kappesberg obteve 17,2% de lembrança, ultrapassando a então líder Carraro, que caiu para o terceiro lugar, atrás da Todeschini. Em Banda Larga, a NET ultrapassou a Oi. Em Refeição-Convênio, o Refeisul (marca que pertencia ao Banrisul, hoje denominada Banricard Refeição e Banricard Alimentação) tomou o lugar da multinacional Sodexo.

As imbatíveis
Enquanto algumas grifes descem do topo, outras permanecem firmes na memória dos gaúchos. O Jornal do Almoço é um exemplo. Desde 1991, o JA é o Programa Local de TV mais lembrado pelos gaúchos.  Em 2017, o programa da RBS TV completou 45 anos ininterruptos no ar. Outro ícone que completou 45 anos foi Paulo Sant´Ana – na verdade, não o jornalista propriamente, mas as suas colunas em Zero Hora. Sant´Ana também é o colunista mais lembrado há 27 edições. Outras oito marcas também estão nesse seleto grupo de invencíveis: Atlântida (Emissora de Rádio), Coca-Cola (Refrigerante), Ipiranga (Posto de Gasolina), Isabela (Biscoito e Massa), RBS TV (Emissora de TV), Renner (Tintas), Sergio Zambiasi (Comunicador de Rádio) e Zero Hora (Jornal).

Marcas corporativas
Na seção Corporativa, onde é medido o grau de lembrança de empresas em cinco segmentos distintos, a RBS leva dois troféus. O grupo de comunicação gaúcho lidera nas categorias Empresa Que Investe em Cultura e Empresa em Que Você Gostaria de Trabalhar. Já os Correios é a grife mais lembrada na categoria Empresa Pública Eficiente na pesquisa Top of Mind. A Empresa Preocupada com o Meio Ambiente, de acordo com a pesquisa, é a Natura. A Instituição de Credibilidade é a Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae).

Novas categorias
Sete categorias debutam na edição deste ano do Top RS. Em Loja de Material de Construção, a mais lembrada foi a Tumelero. Em Doce de Leite, a Mu-Mu, da Neugebauer, encabeça a lista. Já em Espumante, o maior nível de lembrança pertence à Salton. O Energético com maior recall foi o Red Bull. O Chá Leão é o primeiro em seu segmento. Nescafé foi a marca de Máquina de Café mais lembrada. Em Programa de Rádio, o Pretinho Básico, da Atlântida, obteve o maior índice de lembrança.

Metodologia
Pesquisa pioneira de share of mind no Brasil, o Top of Mind procura captar a lembrança espontânea sobre empresas, marcas de produtos e serviços, além de nomes de veículos e profissionais de comunicação que marcam presença na memória dos gaúchos residentes em cidades que integram as sete mesorregiões do Rio Grande do Sul. O instrumento da pesquisa é um questionário que contém somente questões abertas, permitindo ao entrevistado manifestar a primeira marca lembrada após a menção de uma categoria de produto ou setor da economia. Pessoas de ambos os sexos, com idades entre 16 e 65 anos, de todas as classes sociais, constituem o universo da pesquisa. O erro amostral é de 2,9%, para cima ou para baixo, em cada categoria. Já o tamanho amostral é de 1,2 mil entrevistas. A coleta das informações ocorreu entre março e abril de 2017.

Top Porto Alegre
A edição deste ano do Top of Mind Porto Alegre revela as líderes em 32 categorias – quatro delas novas: Escola Particular (vitória do Anchieta), Escola Pública (Júlio de Castilhos), Serviços Funerários (Angelus) e Supermercados (Zaffari). O Top Porto Alegre capta a lembrança espontânea do consumidor que mora na capital gaúcha. A amostra, que foi coletada entre 29 de março e 10 de abril, ouviu 600 entrevistados.  Esse tamanho amostral garante aos resultados um grau de confiança de 95%, para um erro de até 4 pontos percentuais para mais ou para menos. O universo da pesquisa foi constituído por pessoas de ambos os sexos, com idades entre 16 e 75 anos, de todas as classes sociais, de diferentes regiões da cidade. A distribuição das entrevistas contemplou moradores de quase todos os bairros de Porto Alegre. Assim, moradores de 78 bairros foram entrevistados, com o objetivo de se ter um retrato mais fiel de cada região e, por consequência, do seu resultado final.

Você pode gostar...