Aplicativos gourmet ganham espaço

Cenário gastronômico, aquecido nos últimos anos, tem sido um dos principais laboratórios de experiências dos desenvolvedores desse tipo de ferramenta.

Empurrando um carrinho vazio, um homem se aproxima de uma prateleira de vinhos tintos, tira o celular do bolso da calça de moletom, e o aproxima discretamente da garrafa. Olha uma imagem na tela por alguns segundos e segue viagem sem levar nada. Minutos depois, uma mulher pede que o companheiro fotografe os rótulos de duas garrafas — uma retornará à prateleira, enquanto outra vai com o casal. Três amigos param em frente a um vinho argentino de R$ 18. Dois parecem convictos quanto à escolha, mas um deles hesita e resolve fazer um registro do rótulo. Depois de mirar rapidamente a tela do smartphone, acena com a cabeça, levando o produto consigo.

Observadas em uma mesma noite de outono pré-zero grau em um supermercado de Porto Alegre, as três cenas ilustram um comportamento cada vez mais comum entre uma parcela de brasileiros: a utilização de aplicativos de celular para investigar a avaliação de um produto antes de pagar por ele. E o cenário gastronômico, aquecido nos últimos anos, tem sido um dos principais laboratórios de experiências dos desenvolvedores desse tipo de ferramenta.

— O usuário está buscando melhorar seu padrão de alguma maneira, e busca o conhecimento que não tem com os outros. É a chance de ter um pouco mais de controle sobre o que está consumindo — analisa Fernando Marson, coordenador do curso de Jogos Digitais da Unisinos.

Vídeo:


rede-bravence-buffet-bettino-sogipa-porto-alegre-gastronomia-valerio-vignatti

Valério Vignatti – Buffet Bettino

51 3337.1451 9679.6027
buffetbettino@buffetbettino.com

Você pode gostar...